Stranger Things – ficção ou realidade?

Stranger Things é um seriado original da Netflix, com um misto de suspense, ficção científica, um pouquinho de romance, aventura e muito mistério. Ela conta a história de crianças que estão lidando com alguns problemas, na primeira temporada elas têm de lutar com o Demagorgon (nome que as crianças colocam no monstro) e na segunda com o Devorador de Mentes, ambas criaturas vem de um lugar chamado Mundo Invertido. Esse lugar é exatamente igual onde elas estão, só que sombrio, escuro, frio, vazio. Quero dizer que é a mesma geografia da cidade onde moram, só que sinistra. Uma das crianças do grupo se chama Eleven (Onze), ela teve uma infância complicada e desde cedo foi vítima de experiências científicas, como um rato de laboratório, isso fez com que ela adquirisse alguns poderes e tivesse um contato diferente com o Mundo Invertido.

Caramba, mas onde eu quero chegar? Foi-me pedido pra falar sobre Stranger Things e encontrar um link em meio ao caos da série. O Mundo Invertido, essa geografia igual, mas que revela tanto coisa oculta que não podemos ver a não ser que adentremos nele, podemos dizer que seria o mundo espiritual, onde batalhas são travadas, onde mesmo que não vejamos enquanto andamos na rua, dormimos, comemos ou conversamos com alguma amigo, uma luta épica pode estar acontecendo, uma luta que visa nos salvar, nos proteger, não deixar que o mundo seja devorado pelo maligno. Mas será que o campo espiritual é tão sombrio quanto o Mundo Invertido? Não sei dizer, mas desde que a humanidade escolheu o mal, nascemos, vivemos e morremos num mundo de pecados, então provavelmente os lugares onde o pecado domina não são os mais bonitos, basta olhar para a situação do nosso planeta.

Lembra que mencionei o Devorador de Mentes? O propósito dele é controlar, influenciar, dominar para que o que ele quer seja feito. Não há livre arbítrio com o Devorador, há um julgo escravizador onde ele te contamina por inteiro, até que não haja mais um ser ali, mas apenas ele. Te lembra alguém? Pois é, Satanás tem o propósito de entrar nas nossas mentes, nos convencer de que escolher o mal é melhor, que é o que deveríamos fazer, e quando menos esperamos, nos tornamos escravos das nossas escolhas, escravos do caminho que tomamos, escravos do mundo, e nos vemos sem saída.

Fiz também uma referência à Eleven, a garotinha com super poderes, que consegue salvar o dia. Eu e você podemos ser a Eleven, quando estamos tão conectados ao Pai, ou mesmo quando estamos longe, mas clamamos pela ajuda Dele, Deus vem ao nosso encontro, Ele nos dá super poderes, Ele nos dá força quando somos fracos, Ele nos ajuda a sair de onde estávamos pra viver uma nova vida, Ele nos tira dessas salinhas de experimentos e nos leva para uma família, amigos e uma vida.

A vida é bem como um seriado, não é? A gente vive um episódio após o outro, uma temporada atrás da outra, sem nunca saber quando vai chegar a Season Finale. A gente vive um misto de suspense, aventura, mistério, drama, romance, infestados de fatos reais. Mas as temporadas da nossa vida não precisam acabar aqui. Deixe que Jesus te muna de super poderes, confie em Deus e seus anjos que travam batalhas pra garantir que você continue em pé, e siga, persistente, resiliente, até o volta de Cristo, quando viveremos a melhor temporada de nossas vidas, bem do jeito que a gente queria que algumas séries fossem: sem fim!

Menu
X