Casamento perfeito existe?

Ao som da marcha nupcial, os convidados se levantam. A noiva surge, deslumbrante, na porta da igreja e atravessa o corredor, emocionada. O noivo a recebe com um beijo apaixonado, ambos caminham até o altar para receber a benção naquele dia tão sonhado. Saem dali casados, aplaudidos por todos,  para serem felizes para sempre! Será?

Muita gente reduz o casamento à cerimônia e conclui que em tudo haverá muito glamour e muito encanto. Porém, o casamento apenas começa ali, a história será construída nos capítulos seguintes, que serão dias, meses, anos… É como se naquele dia o casal recebesse um livro em branco, cujas páginas começarão a ser escritas, por toda a vida.

É triste notar que muitos casais, quando percebem que, escrever essa história a dois, demanda trabalho, arregaçar as mangas, acabam desistindo do casamento, pois entendem que acabou o encanto.

Mas é possível construir um casamento saudável, não perfeito, porque nós somos seres humanos imperfeitos.  

Casamento saudável existe quando eu entendo que meu cônjuge é diferente de mim e respeito essas diferenças. Entendo que ele nunca será uma cópia minha e nem deve ser, afinal, ele(a) foi criado à imagem e semelhança de Deus, não à minha imagem e semelhança.

Casamento saudável existe quando eu encaro os defeitos que meu cônjuge possui e decido lidar com isso. “O amor é cego” é um ditado falso. O amor enxerga sim as falhas do outro mas decide ficar junto porque ama “apesar de”, ou seja, é um amor maduro, consciente. Devo ter consciência, inclusive, de que eu também tenho falhas e assim como preciso ser perdoada por Deus, preciso  perdoar meu cônjuge pelas falhas dele (a). 

Casamento saudável existe quando entendemos que nem todos os dias serão ensolarados, lindos, mágicos como no dia do casamento. Haverá dias sombrios, cinzentos, por notícias ruins, pela enfermidade, pelo desemprego, pelas perdas. Mas essas dificuldades servem para unir ainda mais um casal que decidiu ser companheiros não apenas de alguns meses, mas de uma vida inteira.

Enfim, casamento saudável existe quando Jesus está nele. Não apenas como um convidado, mas como Senhor, aquele que governa sobre tudo, inclusive sobre nossos sentimentos. Quando entregamos a Ele nosso casamento, Ele nos mostra, de forma amorosa, onde erramos. Ele nos ensina que precisamos pedir perdão e perdoar, Ele nos ensina que quanto melhor esposa ou melhor marido nos tornarmos, mais parecidos com Ele seremos. Que você esteja disposto a aprender com esse Mestre maravilhoso a cada dia.

, , , ,
Post anterior
Virgindade – jovens que escolhem esperar pelo casamento
Próximo post
Jugo desigual é coisa do passado?

Posts Relacionados

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.
Menu
X