Competências do futuro ou do agora?

Se você acompanhou o primeiro texto desta série sobre profissões do futuro, viu que falamos que o mercado de trabalho está em plena transformação e que assim como algumas profissões simplesmente deixarão de existir, outras surgirão! O desafio é estar atento às necessidades do mercado de trabalho e se antecipar a elas, para estar preparado quando as oportunidades surgirem! É sobre isso que veremos aqui hoje. Quais as competências que você deve desenvolver para se preparar?

Antes de mais nada, é importante que você tenha um conceito claro: quando falamos de competências, dividimos em 2 grandes categorias: comportamentais (ou soft skill – é assim que o mercado geralmente chama!) e técnicas (hard skill – anota aí!).

As competências comportamentais são focadas em atitudes, ou seja, na forma como você age, se posiciona, ou como o próprio nome já diz, se comporta. Daí você pergunta, e isso realmente importa? COM CERTEZA SIM! Não adianta você ter um currículo excelente, ser o melhor da sua área, ser referência e não se comunicar bem, não trabalhar em equipe, não ser criativo, empático, flexível! Dai você pergunta de novo…. “eu tenho que ser tudo isso aí?” Calma, o segredo é o equilíbrio! Ninguém é excelente em tudo, mas é importante que você se conheça e saiba reconhecer quais são os pontos em que você é mais forte, age com naturalidade, sem precisar se esforçar e quais são seus gaps, áreas que você geralmente tem maior dificuldade para agir naturalmente e que precisam de maior atenção. O autoconhecimento vem com o tempo, mas você pode mapear suas fortalezas e fraquezas a partir de questionários disponíveis na internet. Eles são uma ponta pé para ajudar a mapear suas competências comportamentais! No final do texto, deixo uma dica de avaliação online!

Os skills técnicos são aqueles que você utiliza para desempenhar a sua profissão! Cada área possui o conjunto de habilidades técnicas próprias, mas com o grande movimento de transformação tecnológica, destaco alguns skills que estão e continuarão em alta: ciência, tecnologia, engenharia e matemática (STEM – iniciais em inglês de cada área citada!). Engana-se quem pensa que estas habilidades são necessárias somente para quem é da área de exatas! Elas são um diferencial principalmente para quem é das humanas e biológicas! Quer ver só? Se você trabalha com recrutamento e seleção e precisa analisar o perfil dos seus candidatos, um diferencial é quem utiliza de algoritmo para prever a propensão dos candidatos para manter-se por mais tempo na função. Ou ainda, quem é da área de biológicas, utilizar a Computação Cognitiva para mapear rapidamente diversos tipos de câncer e analisar o melhor tratamento a partir dos resultados que obtiver. Desenvolvendo tais habilidades, você sai do senso comum e se destaca!

Sabe qual o segredo para manter-se ativo e atraente para o mercado? É ter diferencial! Se você se enquadra no perfil de profissionais que só frequentou a faculdade e acha que a prática é a melhor escola, sinto informar que as coisas estão mudando! Vão se diferenciar aquelas pessoas que se mantem atualizadas, continuam estudando, aprendendo o que tem de novo e conseguem aplicar todo aprendizado no dia a dia e ainda se comportam de maneira diferenciada! E aí? Qual o seu diferencial? O que te faz se destacar? A forma como você se comporta, suas atitudes falam a seu favor?

Fique ligado! Vamos explorar mais sobre o tema!

, , , , , ,
Post anterior
Profissões do Futuro – start!
Próximo post
O bilionário que morreu pobre, mas realizado

Posts Relacionados

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.
Menu
X