ORGULHO X PERDÃO

José era homem justo e sincero, temente ao Senhor e de coração puro!

Seus irmãos, exceto Rúben que tinha compaixão por ele (Gn 37:21-22), por várias vezes investiram contra José e pensaram em até mesmo matá-lo. Eles tinham grande inveja pelo fato de Israel amar mais José. Essa inveja era quase que uma “vingança” pelo amor do pai.

Porém, a inveja e a “vingança” deram lugar à cobiça: ao invés de “só” matar José e ainda ter que prestar contas pelo seu sangue, era muito “melhor” vendê-lo. Então, assim, seus irmãos cobiçaram (Gn 47:25-28), mas, Rúben era diferente e, por isso, não soube de nada desse plano e, inclusive, achava que seus irmãos tinham, de fato, matado José (Gn 47:29-30). Rúben se desesperou ao saber que José estava “morto” – segundo as palavras de seus irmãos! Ele também era vítima!

Um abismo leva a outro e, como não poderia ser diferente, eis que surge a mentira!

Para que Israel acreditasse na “morte” de José, seus filhos mentiram! – Lembrando que Rúben não participou dessa mentira…

Enfim, muita coisa aconteceu. Foi permissão de Deus essa ida de José para o Egito (Gn 49:4-8). Deus usou José de várias formas nesse período até o reencontro familiar. E o José decidiu de vingar de seus irmãos? Ele se exaltou por ser autoridade no Egito? Não! Nem a vingança e nem a soberba se fizeram presente no coração de José, ele acabou com isso quando perdoou! (Gn 49:14-15).

Mas, creio eu, o remorso era tão grande, que seus irmãos não acreditaram que José realmente tinha perdoado as suas maldades. (Gn 50:14-18). Só que, eles não sabiam que José era temente ao Senhor e que sabia perdoar. (Gn 50:19-21). Se José fosse vingativo, os seus irmãos jamais teriam paz, mas ele era sábio e Deus tinha curado qualquer pensamento, por menor que ele fosse, de vingança.

José renunciou a carne. Ele foi temente a Deus, ele renunciou o orgulho, renunciou a si mesmo… José é um exemplo, ainda mais nos dias de hoje, onde qualquer “coisinha” gera inveja, ódio, ganância, ira, até chegar ao ponto de vingança, de não perdoar.

Que o Senhor nos faça pessoas como José, que Ele nos faça renunciar o orgulho e nos faça perdoar e que a soberba não encontre espaço em nossas vidas. Amém?

 

Menu
X